55 11 2633.3000

O que são boas práticas de fabricação

Um alimento está contaminado quando contém elementos estranhos a suanatureza e composição, normalmente são chamados de Microrganismos.

Os microrganismos são seres vivos, unicelulares, visíveis apenas com o uso de um microscópio e representam grande risco de contaminação aos alimentos.

Esses microrganismos podem ser: Fungos, Bactérias, Vírus ou Parasitas intestinais.

A contaminação poderá ser física, química ou biológica.

As fontes de contaminação são: solo e água, plantas e derivados, utensílios, manipuladores, ar e pó.

O que um alimento contaminado poderá causar à saúde do consumidor:

Consumir um alimento contaminado pode causar, diarréias, dores de cabeça, náuseas, vômitos, febre, mal-estar, entre outros.

O que pode ser feito para evitar esta contaminação

A experiência tem mostrado, que não isoladamente, mas fazendo parte de um contexto, as Boas Práticas de Fabricação (BPF) são procedimentos necessários para garantir a qualidade dos alimentos, não prejudicando assim nossa saúde quando os  consumimos.

Os pré-requisitos para o BPF incluem, porém não se limitam aos seguintes cuidados: 

Instalações. Deve atender às regras básicas instituídas pela Vigilância Sanitária.

Documentações. Deve haver especificações técnicas, por escrito, de todos aditivos, ingredientes, produtos e materiais utilizados no processo.

Limpeza e sanitização. Deve existir um programa de sanitização oficializado e balizado pela Vigilância Sanitária.

Higiene pessoal. Todas as pessoas que tiverem contato com uma planta de processamento de alimentos, deverão estar adequadamente asseadas, limpas, vestidas adequadamente de acordo com o exigido pela Vigilância Sanitária. 

Controle de produtos químicos. Todo e qualquer produto químico de uso industrial, especialmente os pesticidas deverão ser separados dos itens a serem utilizados na produção de alimentos.

Recepção, armazenamento.  Os produtos crús devem ser armazenados de forma que seja garantida a sua integridade. 

  1. Todos os produtos utilizados na fabricação devem ser codificados por número de lotes. 

Controle de pragas. Deve-se estabelecer um programa eficiente e documentado de controle de pragas.

Sabe-se que a maioria das doenças de origem alimentar podem ser evitadas a partir da manipulação adequada dos alimentos, já que o ser humano é o seu principal veículo de contaminação. Dessa forma, a qualificação do pessoal que atua em toda a cadeia alimentar é essencial para a prevenção das doenças transmitidas por alimentos.

Voltar a página inicial do Blog