Suplementos 2

Suplementos Alimentares: Funções e aplicações

Suplementos Alimentares, suas funções e aplicações

Creatina: Sintetizada pelo organismo, promove a capacidade de aumentar a massa muscular, força e a capacidade anaeróbica nos exercícios de alta intensidade e favorece a recuperação da energia muscular. Suplementação média diária: 3 gramas

Dextrose/Glucose Pó: Carboidrato simples, fácil digestão e rápida absorção (aumento rápido na taxa de glicose sanguínea. Pode substituir a sacarose. Deve ser utilizada logo após os exercícios, para primeiramente repor as reservas de energia muscular e hepática (glicogênio muscular e hepático)

Frutose: Monossacarídeo encontrado em frutas e no mel. Estrutura química similar a dextrose. Fácil digestão e rápida absorção. Pode substituir a sacarose

Maltodextrina: Carboidrato complexo, contem polímeros de glicose ou dextrose. Promove a transferência lenta da glicose para a circulação sanguínea, evitando a fadiga muscular. Como a elevação da curva glicêmica se mantém por um período maior, fornece energia necessária para uma atividade física de resistência ou com grande intensidade

Clara de Ovo desidratada – Albumina: Proteina extraída da clara do ovo. Alto valor biológico. Lenta absorção. Isenta de colesterol e lactose. Rica em aminoácidos BCAAs. Otimiza o crescimento e a manutenção da massa magra muscular.

L-Glutamina: Aminoácido não essencial mais abundante no corpo humano. Exerce papel no metabolismo protéico e no anti-catabolismo (perdas no tecido muscular). Diminuição do catabolismo. Auxilia na recuperação pós-treino. Exerce influência positiva nas células intestinais

BCAA´s Aminoácidos de cadeia ramificada: L-valina, L-leucina e L-isoleucina. Tem como função o aumento da síntese e redução de degradação de proteinas musculares. O encurtamento do tempo de recuperação do exercício/diminuição da fadiga muscular. O aumento da resistência muscular e a preservação do glicogênio muscular

Leucina: Pode evitar estados de fadiga crônica. Fundamental para a regeneração dos ossos, do tecido muscular e da pele.

Isoleucina: Estabiliza e regula os níveis de açúcar no sangue e os níveis de energia. É fundamental paraq a produção de hemoglobina

Valina: Possui um efeito estimulante e a sua carência pode resultar num desequilíbrio de nitrogênio no corpo. Permite melhorar o metabolismo muscular e a regeneração de tecidos

WPC – Concentrado proteico de soro de leite: Principal componente da linha “Whey protein”. Obtido pela remoção de nutrientes não proteicos do soro de leite. Contribui para o aumento da massa muscular, na recuperação muscular e na diminuição no índice de lesões.

Cafeina: Combate a fadiga estimulando o sistema nervoso central. Destinado a aumentar a resistência aeróbia em exercícios físicos de longa duração. Melhora o estado de alerta e o tempo de reação, é útil principalmente em esportes onde o movimento rápido é necessário. O ideal é evitar o consumo contínuo desta substância, aproveitando ao máximo seus efeitos quando necessário. Altas doses de cafeína podem gerar alterações no ritmo cardíaco, causar insônia e irritabilidade e prejudicar a deposição de cálcio nos ossos.

 

Voltar a página inicial do Blog